26.4.10

Terra incerta

E se a terra tremer e ficarmos num deserto de escombros
E se de repente dependermos daqueles que nos pedem ajuda mas nunca ajudámos
E se precisarmos de quem não conhecemos
E se precisarmos da ajuda de quem desprezámos

2 comentários:

joão amaro correia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
jraulcaires disse...

O poema é da Marta?

O deserto recompensá-la-á...